Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Perdida por Lisboa

A capital vista pelos olhos de uma açoriana...

Perdida por Lisboa

25
Mai17

Vamos tapear?

NNC

rota1.png

 

Se há evento que aguardo sempre com ansiedade é a Rota de Tapas Estrella Damm. E já começou! Para quem não conhece eu passo a explicar para que percebam toda esta minha euforia.

 

Duas vezes por ano, durante duas semanas, pode experimentar uma tapa e beber uma cerveja em vários restaurantes de Lisboa por apenas 3 euros. Ah! E ainda pode ir à boleia (gratuita) de um tuk tuk. Para mim esta é uma forma de conhecer novos restaurantes e, se gostar, voltar lá para uma refeição mais composta.

 

Algumas experiências correm bem, outras nem por isso, mas como é barato vale mesmo a pena experimentar. Normalmente gasto 9 euros, vou a três sítios diferentes e fico com a barriguinha cheia.

 

Nesta edição - que dura até dia 4 de junho -  são 29 os restaurantes e bares, espalhados pelo Rossio, Bairro Alto, Príncipe Real e Cais do Sodré, que aderiram a este "rali tascas" gastronómico. As tapas variam de espaço para espaço, mas esta edição tem sobretudo hambúrgueres e petiscos com pão. Se por um lado é uma desvantagem, por outro é bom para quem tem mais fome.

 

Nove tapas que chamaram a minha atenção nesta edição:

  1. Restaurante Reserva - ‘Tática do Reserva’: porco assado lentamente no forno com molho barbecue, ananás grelhado e queijo provalone em bola rústica.
  2. Storik – ‘Duelo de Rolinhos’: rolinhos com chourição, cogumelos frescos, queijo 100% mozarela e base de pizza.
  3. Arco da Velha – ‘A Tapa Porca’: tirinhas de porco fritas sobre base de pão e molho.
  4. Koppu – ‘Gua Bao com Galinha Marinada’: galinha marinada, assada e servida em pão cozido a vapor com pepino, alho francês marinado em vinagre de arroz, molho toukotsu e crocante de sésamo.
  5. Bossa – ‘Brasileirinho’: espetadinha de churrasco de picanha, croquete de arroz, croquete de feijoada, mandioca palha e vinagre picante.
  6. Tapa Bucho- ‘Slowpy Jo’: pá de porco assada a baixa temperatura com molho de barbecue Damm em pão bijou.
  7. Tasca do Lado - ‘Tapa à Portuguesa’: lombinho de porco com batata-doce, laranja, chalota e alho esmagado e picado
  8. Croissant Gigante  - ‘Tapas Misto’: três croissants salgados (com salmão e creme de queijo, outro com presunto e queijo da serra, outro com queijo de cabra e pera) e dois doces (chocolate e caramelo salgado e doce de ovo com fios de ovos).
  9. A Maria não Deixa – ‘Dueto Português’: dois croquetes com sabores típicos portugueses, um de alheira e outro de bacalhau.

 

A Zomato tem uma coleção dedicada ao evento onde pode ver todos os restaurantes aderentes e as tapas que cada um oferece. 

 

Tuk tuk gratuitos

Os tuk tuk são gratuitos e transportam-nos de bairro para bairro. Estão disponíveis das 19h00 e as 23h00, de quinta a sábado, nos terminais Cais do Sodré, Rua Garret e Miradouro de São Pedro de Alcântara. Podem levar até seis pessoas e cada um dos viajantes precisa ter pelo menos um carimbo no passaporte da rota (este ‘documento’ está disponível à porta dos espaços aderentes e é carimbado depois de comer a tapa).

 

Passaporte para Barcelona

Quem conseguir juntar três carimbos de diferentes restaurantes pode habilitar-se a ganhar uma viagem a Barcelona para duas pessoas. Basta seguir as regras explícitas no passaporte e colocar o folheto numa das tômbolas existentes nos espaços.

 

Outras cidades

Depois de vários anos em Barcelona, cidade onde nasceu a Rota de Tapas, o evento lançou-se na capital portuguesa há quatro anos. Alargou-se, entretanto, ao Porto, a Braga e este ano, pela primeira vez, realiza-se também no Algarve, mais precisamente na cidade de Faro.

19
Mai17

Cake pops de ir às nuvens

NNC

Cakepops.jpg

Se foi a um batizado ou a um baby shower recentemente, com certeza reparou nas bolinhas, em forma de chupa-chupa, presentes na mesa central da festa. Ao contrário do que muitos pensam, não são rebuçados mas sim cake pops. Bolos em forma de bolinhas, feitos com massa de bolo e unidos por um recheio que muitas vezes é de leite condensado. Posteriormente, são decorados e colocados num pau semelhante aos dos chupa-chupas.

 

Foi com estes doces que Joana Rasga lançou o Nuvens às Fatias. Apesar de ser mestre em Organizações e Recursos Humanos e de ter um trabalho que nada tem a ver com confeitaria, a empresária, de 25 anos, decidiu criar uma página de Facebook e Instagram e lançar o seu negócio.

 

O sucesso foi imediato e, passado apenas um ano, são já dezenas os produtos que Joana fez com toda a paixão que tem pela confeitaria e decoração. Além dos cake pops, Joana faz também bolachas, doces de copinho, bolos e cupcakes de acordo com o gosto do cliente.

 

 

03
Mai17

Um restaurante muito pouco Clandestino

NNC

 

De Clandestino só poder mesmo ter o nome pois é impossível não dar por ele. A decoração, uma autêntica obra de arte, chama a atenção de quem passa no cimo da rua da Rosa, no Bairro Alto, em Lisboa, e a fila de espera dá-nos a certeza de estar perante um dos restaurantes mais procurados da zona.

 

Lá dentro, o ambiente é quente e descontraído, digno de um bar-restaurante da América Latina. O espaço é lindíssimo, com um pé direito encantador e pormenores de decoração muito bem escolhidos. Logo à entrada uma instalação gigante que recria a favela do Vidigal, do Rio de Janeiro, Brasil, com caixas de madeira de várias cores. Uma criação brutal dos irmãos Bete e Gezo Marques. Contudo, a minha atenção perde-se antes de conseguir olhar para as outras paredes. Pessoas a falar alto, a música, o eco… infelizmente o El Clandestino é bastante barulhento, tanto que se tornou difícil manter uma conversa durante o jantar.

 

Mas vamos à carta. Foi criada pelo chef consultor António Amorim e é confecionada pelo chef Fábio Sobral – que trabalhou em Londres, no Lima, um estabelecimento peruano galardoado com uma estrela Michelin – alia os sabores do México e do Peru. Dois países, que apesar de separados por mais de quatro mil quilómetros, têm paladares que ligam perfeitamente, como provam os 8 tacos e os 6 ceviches disponíveis na carta do El Clandestino.

 

O ideal será partilhar com amigos várias entradas e pratos principais porque a quantidade de cada um é reduzida. Os Totopos (4.5€) e o Ceviche Peruano (9.5€) estavam deliciosos, mas os Tacos SoloMillo (9.5€), além de não encherem a barriga nem a uma criança, não estavam nada de especial e não tinham nem guacamole nem feijão. A sobremesa também não me conquistou. Apesar de ter bom aspecto a Bomba de Chocolate (5€) - um bolo de chocolate quente servido com mousse de chocolate, amendoim caramelizado e espuma de pimento e malagueta – era demasiado pequena para o preço e a espuma não parecia estar bem conseguida.

 

Quanto às bebidas. Aiiii a sangria (18€)! Apesar dos empregados terem-se enganado na sangria que pedimos, estava ótima, assim como as margaritas (5.5€) e o pisco sour (6.5€). O bar está à conta do chef Bruno Veiga e é um sucesso. Vale a pena passar pelo El Clandestino nem que seja só para beber um “copo”.

 

Um último apontamento para os empregados de mesa. Apesar de simpáticos são um pouco desorganizados e apressam-nos. Nem tínhamos acabado a entrada e já estavam a trazer os pratos principais sem sequer trazer a sangria e começaram a tirar os pratos da nossa mesa sem todas as pessoas terem terminado a refeição.

 

Informações:

Facebook El Clandestino

Horário:Todos os dias das 18h30 às 2h00

Morada: Rua da Rosa, 321, Bairro Alto / Príncipe Real

 

El Clandestino Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

 

Através da MyGon pode saber mais e ver se há promoções disponíveis neste espaço aqui

 

23
Abr17

Bolos com classe à la carte

NNC

Açúcar à la carte.jpg

 

A paixão de Liliana Rocha por Food Styling e decoração criou asas e deu origem a uma empresa de bolos personalizados e únicos que geram muitos amores à primeira vista: a Açúcar À La Carte.

 

Apesar de só ter um ano de existência e de Liliana ter um trabalho fixo como gestora, este pequeno bebé já tem um currículo vasto que conta com mais de 100 bolos com design e acabamentos distintos.

 

A empresa funciona através do Facebook e do Instagram, onde as fotos conquistam a cada clique. Mas o melhor vem mesmo depois, quando os bolos chegam às nossas mãos. Cada pormenor reflete o carinho com que estes bolos são feitos. São delicados, bonitos e muito gostosos, ideais para festas de casamento e batizado ou para algum evento especial.

 

A massa e o recheio de cada bolo são à escolha do cliente, mediante uma panóplia de combinações disponíveis, tais como chocolate, red velvet, limão, frutos vermelhos, morango, caramelo, cenoura, entre outros. A decoração é feita de acordo com sugestões do tema e cores pretendidas. 

 

Saiba mais sobre a Açúcar À La Carte no meu artigo publicado no site do Correio da Manhã aqui



03
Abr17

A influência marroquina do restaurante Água

NNC

 

É no mais recente hotel do grupo Vincci Hoteles,  a dois minutos da Avenida da Liberdade, em Lisboa,  que se localiza o restaurante Água.

 

Um espaço de gastronomia mediterrânea, com algumas influências portuguesas e muitas marroquinas, que pretende oferecer aos clientes pratos confecionados de uma forma "pura como a água", tal como define o chef Bechir, responsável pela cozinha. No menu destacam-se a chamuça de camarão, porco e mel, o carpaccio de novilho, rúcula, pinhão, parmesão e creme balsâmico, o creme de couve-flor com azeite de trufa branca e chips de bacon e a tagine de franguinho, limão confitado, azeitonas, uvas e cebola confitada. Já as sobremesas têm um toque francês.

 

Do macaron de chocolate, banana, glacé de caramelo e noz de pécan ao tubo de citronela sobre uma daquoise de pistacho e mousse de alperce, cremoso de alecrim, gelado gengibre e telha de sésamo, há doces para todos os gostos.

 

Em comum, doces e salgados primam pelo ‘foodstyling’ cuidado e encantador. O atendimento é cortês e o espaço, apesar de pequeno, é acolhedor, fresco e com cores vibrantes de alusão às cores marítimas presentes na cultura lusa e marroquina.

 

Informações:

Horário:Todos os dias das 09h00 às 00h30

Morada: Rua Rosa Araújo, 16, Avenida da Liberdade, Lisboa (Metro Avenida)

 

Água Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

 

Através da MyGon pode saber mais e ver se há promoções disponíveis neste espaço aqui

 

Saiba mais sobre o restaurante Água no meu artigo publicado no site do Correio da Manhã aqui

Quem é a 'Perdida'?

Perdida nas redes

Perdida no Facebook

Perdida na Zomato

Vê a minha história gastronómica na Zomato!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Follow