Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Perdida por Lisboa

A capital (e outros destinos) pelos olhos de uma açoriana...

Perdida por Lisboa

A capital (e outros destinos) pelos olhos de uma açoriana...

27 de Março, 2018

Uma loja de sushi com take away

 

Tive o prazer de conhecer o espaço Sushi Shop durante um Gold Meetup da Zomato onde um Sushiman ensinou alguns passos da confecção desta iguaria. Além da engraçada experiência, também fiquei a conhecer esta loja e alguns dos produtos disponíveis para encomendar.

 

O espaço interior é relativamente pequeno, visto que, a Sushi Shop, tal como o próprio nome indica, é uma loja, ou seja, apesar de poderes usufruir da refeição ali mesmo (ou numa das duas esplanadas do estabelecimento), o conceito original é de take away e delivery. A Sushi Shop trabalha com várias plataformas de entrega de comida, mas também faz as suas próprias entregas para toda a cidade de Lisboa, o que eu achei ótimo porque a Uber Eats ainda não entrega na minha zona residencial.

 

Quanto ao sushi, achei que, além dos clássicos onde se nota a frescura e qualidade dos produtos utilizados, há várias e criativas opções de fusão que primam pelo bom gosto e originalidade. Destaque para os nigiris de dourada com pesto de salva, erva cidreira e chá fumado, para os signature rock and roll e para os dragon roll.

 

Para a próxima quero experimentar os California de queijo de cabra, chá verde, matcha e bergamota e os Signature de atum, maçã verde, edro e sobacha.

 

O preço médio para duas pessoas é de cerca de 30 euros. Para provares, basta encomendares aqui.

 

Sushi Shop Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Segue-me nas redes sociais:

Facebook | Instagram

 

13 de Março, 2018

10 coisas para fazer com o animal de estimação em Lisboa

 

james-barker-560319-unsplash.jpg

                                                                                                                                                                                Photo by James Barker on Unsplash

 

 

Lisboa está cada vez mais amiga dos animais de estimação. Por toda a capital tem nascido parques caninos para os amigos de quatro patas se divertirem, assim como, outras atividades para donos e cães/gatos fazerem em conjunto. Recentemente, foi aprovada uma lei que autoriza que os animais de companhia possam entrar em estabelecimentos comerciais desde que devidamente sinalizados. A lei entra em vigor em maio, mas ficam já aqui algumas sugestões para fazer até lá.

 

1 - Ir às compras

O Centro Comercial Alegro,em Alfragide, foi o primeiro shopping português a tornar-se ‘dog-friendly’. Para ires às compras com o teu cão basta registares o animal na primeira visita ao shopping. O registo é feito no balcão de informações onde terás de mostrar o teu cartão de cidadão, o boletim de vacinação do animal, o registo do microship, a licença municipal e o seguro de responsabilidade civil. No máximo podes levar dois cães e só podes entrar nas lojas que se identifiquem como ‘pet friendly’. Ah! E não te esqueças da trela não extensível ou das bolsas próprias para o animal. Mais informações aqui.

 

2 - Levar o cão ao Pavilhão do Conhecimento

Até agosto deste ano poderás participar com o teu cão num estudo-piloto chamado Passaporte Canino a decorrer, todos os domingos, no Pavilhão do Conhecimento, no Parque das Nações. O objetivo é analisar a relação entre o tutor (tu) e o animal durante a visita, assim como o comportamento do canito ao ser confrontado com estímulos externos. Para ter acesso a este passaporte gratuito tem de ter em dia todos os documentos do animal e utilizar uma trela não extensível. A admissão está vedada a cães doentes, com o cio ou a raças potencialmente perigosas. Lê aqui o regulamento completo.

 

3 - Um ‘date’ no restaurante

Apesar de a lei só entrar em vigor a partir de maio, alguns restaurantes de Lisboa já deixam entrar animais de companhia nos seus espaços. Por exemplo:

Fábulas (Chiado)

Quiosque da Avenida de Roma (Areeiro)

Noobai (Bairro Alto)

Café na Fábrica (LX Factory, Alcântara)

Peter Café Sports (Parque das Nações)

 

4 - Fazer amigos no parque

Há cada vez mais parques caninos em Lisboa. Esta é uma boa atividade para fazeres com o teu animal. É que além dele se divertir com outros cães, tu também podes ter a sorte de conhecer alguém especial. Aqui ficam cinco sugestões de parques bem frequentados:

Jardim do Campo Grande (junto à Av. Brasil)

Parque Bensaúde (Benfica)

Praça de São João Bosco (Estrela)

Cerco da Graça (Graça)

Jardim Fernando Pessa (Areeiro)

 

5 -  Levá-lo ao SPA

gato.jpg

                                                                                                                                                                                Photo by Cat Mapper on Unsplash

 

Apesar da maioria das atividades serem para cães, porque estes gostam mais de passear do que os felinos, o Spa do Bicho também trata do teu gato. Este serviço de banhos e tosquias ao domicílio para animais domésticos conta com uma equipa de profissionais com anos de experiência no ramo do cabeleireiro canino e felino. Os serviços são feitos dentro de uma carrinha devidamente equipada com água aquecida, ar condicionado e até música para deixar o animal ainda mais animado. É só marcar e eles aparecem à sua porta.

 

6 - Treinos a dois ou a quantos quiser

Cada vez mais pessoas procuram treinar os seus animais de companhia. Mas, tal como as crianças, para conseguir melhorar a educação do cão/gato esta deve ser uma tarefa feita em conjunto. Quando treinas o teu cão melhoras a comunicação com ele e isso ajuda-te a compreendê-lo melhor assim como a criar uma relação de respeito mútuo. Em Lisboa já temos imensas “escolas” que têm este tipo de treinos. Aqui estão cinco:

Pet B Havior

Além da Trela

Pet&Cia

Caniroa

Quinta da Patada

 

7 - Andar de metro

O Metro de Lisboa é amigo dos animais e permite que os nossos cães/gatos nos acompanhem, desde que não sejam considerados perigosos e estejam saudáveis. A trela não deve ser extensível e o cão deve estar com açaime. O dono deve levar sempre o boletim de vacinas e a licença municipal do animal. Saiba mais aqui.

 

8 - Ai o primeiro dia de creche

Uma pessoa tem de trabalhar não é verdade?! E por mais que custe, tem deixar os canitos por algumas horas. Uma das grandes vantagens de a sociedade estar cada vez mais sensibilizada com a qualidade de vida dos animais de estimação é o surgimento de cada vez mais empresas que ajudam a cuidar do seu cão. As creches são uma boa ajuda. Deixam-te descansado enquanto o “pequenito” diverte-se com outros animais. Vá, no primeiro dia as lágrimas podem correr, mas ao fim do dia vai valer a pena. Aqui vai uma lista com algumas escolas:

Cãopreensão (Olivais)

Mestre Patas (Benfica)

Instituto do Animal (Marvila)

SweetPet (Cascais

Doggy Sitter (Loures)

 

9 - Dar Banho ao Bicho

No Banho ao Bicho, em Alvalade, podes dar banho ao teu companheiro de quatro patas com toda a brincadeira e confusão inerente sem ter medo de sujar o espaço circundante. Este local foi concebido para isso mesmo e tem tudo o que vais precisar a preços bastante convidativos. Além do serviço self service (não necessita de agendamento), esta empresa conta ainda com uma equipa de profissionais para realizarem os serviços de SPA, SPA Plus e Grooming.

 

10 - Petsitting

Se vais de férias e não tens ninguém para levar o teu cão a passear ou se simplesmente estás sem tempo, liga para a minha amiga Sara. Além de os levar “à rua”, a Sara faz caminhadas de uma hora com os canitos e até jogging. Assim eles não se sentem sozinhos e vão gastar energia. Falem com ela através do 917830936. É de confiança, tem preços ótimos e adoraaa cães.

 

Segue-me nas redes sociais:

Facebook | Instagram

08 de Março, 2018

Páteo Velho põe à mesa as melhores iguarias de Alenquer

Quem chega ao Páteo Velho, em Alenquer, percebe logo de onde veio a inspiração para o nome do restaurante. É que no exterior há um pátio que nos transporta para o encanto de uma antiga quinta da região e que, segundo a proprietária, Milá Veloso, estava velho quando há 20 anos abriram portas. Mas este é só um pequeno pormenor.

 

 

Durante duas décadas, o ex-líbris do Páteo Velho eram as iguarias da região. Três meses depois de encerrar para obras, o restaurante abriu com um novo conceito, uma nova carta, e uma oferta vinícola maior, mas sempre com o mesmo objetivo: dinamizar a zona de Alenquer e tudo o que é lá produzido.

 

 

Aqui só existem vinhos da região e o único produto que não é comprado aos produtores locais é o porco preto. Até o chef é da zona. José Mártires, de 33 anos, é o responsável pela gestão da cozinha e da nova carta do restaurante. O profissional, que já passou pelas cozinhas do Bica do Sapato e do 100 Maneiras, em Lisboa, oferece aos clientes uma experiência que alia o melhor da tradição à modernidade da cozinha de autor.

 

 

No menu tem opções para partilhar, petiscos, grelhados e pratos do mar, do prado, do campo. Para começar destaco os deliciosos ovos rotos com camarão, as cascas de batatas fritas com molho de trufa e o polvo frito com farinha de milho com maionese de ervas e alho. Dos pratos principais, apesar da Cataplana de Peixe estar muito boa, fiquei muito surpreendida com o Wellington de perdiz com puré de castanhas e cogumelos salteados. É m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o! E eu não gosto de perdiz. 

 

Quanto às sobremesas, provei um "pijaminha" de várias e a minha preferida foi o Toucinho do Céu. Portanto, o que quero dizer é que compensa cada minuto da viagem de quase uma hora de Lisboa a Alenquer. 

 

O preço médio da refeição à carta é de 20€ por pessoa. Todos os dias há um menu do dia por 8.50€ que inclui prato principal, sopa ou sobremesa e uma bebida.

 

 

Segue-me nas redes sociais:

Facebook | Instagram

05 de Março, 2018

Refeições de luxo a 20 euros

restaurant.png

 

Sabias que até dia 11 de março podes usufruir de menus em restaurantes de luxo por apenas 20 euros?

 

Pois é, a 18ª edição da Restaurant Week começou no dia 1 de março em 13 cidades portuguesas. Em Lisboa, há 40 restaurantes de preço médio-alto, com menus especiais compostos por entrada, prato principal e sobremesa a 20 euros.

 

Além do preço convidativo, as refeições são também solidárias. 1€ do valor total do menu reverte a favor de uma instituição de solidariedade social.

 

Entre os espaços aderentes estão os conhecidos Terraço do Tivoli Avenida, o Rib Beef&Wine, o Nobre, o Volver de Carne y Alma, The Insólito, o Bastardo e o Sushic Chiado. Os menus estão disponíveis para consulta no site e app The Fork. Para consultar a lista completa dos restaurantes é só clicar aqui.

 

Segue-me nas redes sociais:

Facebook | Instagram