Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Perdida por Lisboa

A capital vista pelos olhos de uma açoriana...

Perdida por Lisboa

17
Nov17

Jardins da Gulbenkian: ar puro no meio da cidade

Sabia que no centro de Lisboa, bem perto do caos da Praça de Espanha, existe um jardim com 7,5 hectares que alberga dezenas de espécies de plantas, riachos e até um lago com patos? Pois é, existe mesmo e é o local ideal para tomar um café ou estudar/trabalhar enquanto descansa os pulmões da poluição da cidade.

 

Este jardim pertence à Fundação Calouste Gulbenkian, uma instituição portuguesa criada em 1956, que desenvolve várias atividades no campo cultura e da investigação científica e de ensino.

 

Além dos jardins e da sede da Fundação, este espaço alberga também o Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão, um museu, uma Biblioteca de Arte, um anfiteatro ao ar livre, espaços para exposições temporárias, uma zona de congressos, uma área de restauração e uma esplanada.

 

Apesar da importância inquestionável da Fundação, tenho de ser sincera. Ainda só usufrui dos jardins e estive nos espaços de restauração. Perco-me por este oásis de ar puro. Entre os pequenos riachos, o lago, as árvores e os patinhos…vê-se pessoas a estudar, namorar, conversar e até a treinar. É uma enorme fonte de paz e boas energias que nos ajuda a encarar o ritmo frenético da cidade.

 

Outra mais-valia deste jardim é que tem um percurso para pessoas com mobilidade reduzida. Faz-se pela ala nascente, ligando a entrada principal do edifício da Sede ao edifício da Coleção Moderna.

 

Todo este magnífico espaço foi projetado pelos arquitetos paisagistas António Viana Barreto e Gonçalo Ribeiro Teles.

 

Coordenadas

Avenida de Berna 45A

1067 – 001, Praça de Espanha, Lisboa

GPS

 Latitude: 38.715143 
 Longitude: 38.715143

Metro

Praça de Espanha

São Sebastião

Horário

Aberto todos os dias, do nascer ao pôr-do-sol.

Só encerra nos dias: 25 de dezembro, 1 de janeiro, domingo de Páscoa e 1 de maio.

 

Segue-me nas redes sociais:

Facebook | Instagram

2 comentários

Comentar post

Quem é a 'Perdida'?

Perdida nas redes

Perdida no Facebook

Perdida na Zomato

Vê a minha história gastronómica na Zomato!

Perdida pelo Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.