Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Perdida por Lisboa

A capital vista pelos olhos de uma açoriana...

Perdida por Lisboa

02
Jun18

Knock! Knock! É o pequeno-almoço da Breadfast

Breadfast.jpg

 

Se és como eu e tens preguiça de fazer o pequeno almoço vais adorar os serviços ao domicílio desta que é a refeição mais importante do dia.

 

Já te falei d’A Tigela Nova aqui e hoje vou revelar-te os serviços da Breadfast, uma startup portuguesa que entrega, desde o início do ano, pequenos almoços ao domicílio. em todo o concelho de Lisboa, entre as 7h00 e as 10h00.

 

A confeção é própria e os produtos são frescos. Para já tens seis menus disponíveis. Dois continentais (de 17.90€ e 14€) que correspondem aos pequenos almoços clássicos com café, pão e sumo de laranja, dois lights (de 19.90€ e 16.40€) com pão de sementes, barras de cereais e frutos secos e dois veggies (de 18.90€ e 15.50€) que têm leite de soja e manteiga de amendoim.

 

As encomendas devem ser feitas até às 18h00 do dia anterior através do site da Breadfast. O pagamento pode ser feito via Visa, Mastercard e American Express ou então através da criptomoedas, como a Bitcoin, a Ethereum e a Litecoin. 

 

Segue-me nas redes sociais:

Facebook | Instagram

28
Mai18

Uma tapa e uma cerveja por apenas 3€

banner-pt.png

 

A Rota de Tapas está de volta para mais uma edição e até dia 10 de junho vais poder andar por Lisboa a comer tapas e beber cerveja por apenas 3 euros.

 

Tal como já te tinha explicado aqui, adoro esta iniciativa. Este ano não temos a boleia gratuita dos tuk tuks entre bairros, mas continua a valer a pena pagar 3 euros para comer uma tapa e beber uma cerveja. Além disso podes sempre ganhar uma viagem a Barcelona (sabe como aqui).

 

Normalmente gasto 9 euros, vou a três restaurantes diferentes e fico satisfeita. Nesta edição, a 11ª do evento e a primeira deste ano, são 27 os restaurantes aderentes na capital.

 

Zomato tem uma coleção dedicada ao evento onde pode conhecer os restaurantes e as tapas que cada um oferece. Eu selecionei as dez que na minha opinião são as mais atrativas.

 

TOP 10 da 11ª Edição da Rota de Tapas Estrella Damm

 

1) Verde Gaio – Tapa do Chef (farinheira assada na brasa com alface francesa)

 

2) Pigmeu – Oink!Satay (Espetadinha de cachaço marinada em Estrella Damm e grelhada com molho de amendoim)

 

3) Bossa – Coxinha de Pato (tradicional petisco brasileiro, com recheio especial de pato)

 

4) Taberna da Saudade – Sardinha com Lata (sardinha temperada e envolvida em polme de peixinho da horta, sobre puré de tomate e manjericão)

 

5) Arcaz Velho – A Velha (Pastel de roupa velha, lacinho de queijo e presunto frito e ovo de codorniz com semente de wasabi e sésamo, em cama de puré de tomate caseiro)

 

6) Tágide – À Descoberta de Novos Mundos (Marinada de salmão, beterraba  e caviar de wasabi)

 

7) Açores na Feira – Açores F Dois o Quê? (Novilho dos Açores, tomate seco, cogumelos, molho demi glace com leve toque de queijo de cabra sobre tosta de pão regional)

 

8) Graça 77 – Tapa Graça 77 (Pão torrado com tapenade de azeitona, croquete de alheira vegetariana e azeite aromatizado)

 

9) Cozinha Urbana – Chilicote (Pastel macaense)

 

10) Croissant Gigante – Fresh Lemon (1/4 de croissant gigante com recheio de limão)

 

Segue-me nas redes sociais:

Facebook | Instagram

 

07
Mai18

Há fado na Cervejaria Trindade

 

Espero que não tenhas planos para a próxima quarta-feira, dia 9 de maio. É que a Cervejaria Trindade vai oferecer aos clientes a possibilidade de assistir a um espetáculo de fado enquanto desfrutam das iguarias servidas nesta que é a cervejaria mais antiga de Lisboa.

 

A iniciativa “Há Fado no Convento” começou ainda em abril e animou as últimos quatro quartas-feiras até agora. Por isso esta é a tua última oportunidade.

 

O evento começa às 20h00 e termina às 23h00. Tempo suficiente para provares as frescas mariscadas ou os suculentos bifes. Eu cá fiquei super fã das gambas à Frei Hispano, do bife de lombo à Trindade, das natas do céu e do bolo de chocolate húmido.

 

O atendimento é profissional e simpático e o staff veste-se como se de antigos frades se tratassem, não fosse este o antigo Convento da Santíssima Trindade.

 

Mas vá, mesmo que não consigas assistir a esta noite de fados, vale a pena visitares o restaurante noutro dia. A Cervejaria Trindade, que celebra este ano 182 anos, não é só a mais antiga Cervejaria de Lisboa, como é também a mais bonita. As suas salas são espaçosas e mantém vivas as memórias e tradições de outra época.

 

Um jantar custa em média 30 euros por pessoa. Se for ao almoço, o preço do menu (couvert, entrada, prato principal, sobremesa e bebida) é de 16 euros.

 

Segue-me nas redes sociais:

Facebook | Instagram

01
Mai18

Olivier Avenida, um palácio com banquete

 

Mal entrei no Olivier Avenida, localizado no Hotel AVANI, junto à Avenida da Liberdade, a minha atenção prendeu-se na decoração. Os elegantes lustros, o enorme espelho da sala principal, os tons azul real, terra e dourado, as andorinhas espalhadas pelo espaço e o lindíssimo bar da entrada dão ao restaurante um ambiente requintado e sofisticado sem deixar de ser cosmopolita e moderno.


Apesar de estar de ténis e de vestidinho (tinha passado o dia a passear pela nossa Lisboa e não tive tempo de ir a casa antes do jantar) senti-me uma verdadeira princesa dos tempos modernos. A verdade é que o atendimento também ajuda. O staff é simpático e profissional, dá dicas para que a escolha dos pratos vá ao encontro dos gostos dos clientes e ainda torna o simples facto de beber vinho numa experiência encantadora com a forma como decantam esta bebida dos deuses.


Mas vamos à ementa...

 

 

O couvert é tão completo que é capaz de deixar muitas barrigas cheias. Nesta tábua há húmus, queijo, pasta de azeitona, queijo com salmão fumado e enchidos. Para acompanhar pedi, por sugestão do staff, o Havana Hibisco Mule (rum, gengibre e chá de hibisco) e digo-vos uma coisa: experimentem pleaseee! É impossível não gostar! Além das dezenas de cocktails, na carta há vinhos e sangrias para todos os gostos.


Depois do couvert, provei o famoso folhado de queijo de cabra com mel e nozes caramelizadas e o delicioso carpaccio de polvo que já tinha provado no Guily by Olivier.


Como prato principal eu e a minha amiga Tânia optamos pelo Bife Wellington (carne de novilho com massa folhada e molho do vinho do Porto) acompanhado com um cremoso puré de batata com trufa negra e salada mista com romã. Tudo excecional. Numa próxima visita ao restaurante, quero experimentar a picanha KOB e o linguini com molho de trufa.


Para terminar em grande...

 

Sobremesa.jpg

 

Provamos o petit gâteau de chocolate e a Bomba Branca (gelado de chocolate branco, merengado por fora, sobre uma base de bolacha e uma cama de frutos vermelhos). Se o primeiro era bom, o segundo foi, para mim, um dos momentos mais altos do jantar. A explosão de contrastes de sabores e texturas faz com que qualquer guloso fique com as papilas gustativas a palpitar de emoção.


Quanto aos preços da refeição, a média é de 40 euros por pessoa.

 

Olivier Avenida Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

 

 

Segue-me nas redes sociais:

Facebook | Instagram

16
Abr18

Guilty (pleasure)

pita.jpg

Se há pecado do qual não importo de sentir culpada é o da gula. E o Guilty By Olivier, junto à Avenida da Liberdade, promove isso mesmo. Aqui ninguém jura inocência. Os pecados estão à mesa assim como no bar e até nas famosas Noites Guilty, onde a gula não só se senta à mesa, como também dança e provoca.

 

O espaço já tem alguns anos, mas continua a ser um dos spots mais trendy de Lisboa. Nas mesas há pessoas jovens e bem vestidas, tal qual ‘bon vivants’ que não se importam de pagar por isso. A decoração é urbana com toques industriais. Há enormes fornos e paredes de caixas de vinho, mesas redondas ou compridas para grupos esfomeados e uma luz que nos faz sentir confortáveis o suficiente para lamber as mãos, sem, contudo, perder o sentido dos olhos que também comem.

 

Já tinha entrado no Guilty para beber um copo, mas nunca tinha lá jantado. Fui a convite da Right Buddy, na semana passada, e finalmente percebi porque é que o espaço continua a estar na moda apesar dos anos terem passado.

 

Guitly food

Provei vários pratos. Todos bem servidos, com muitas calorias e bastante criatividade. Das entradas destaco os carpaccios de novilho, polvo e salmão e o rolinho guilty - uma seleção de queijos, presunto e pasta de trufa preta embrulhados com massa de pizza -, que é para mim o ex-líbris da carta.

 

Como prato principal optei pela pita guilty (peito de frango panado, manga, abacate, tomate cereja, cebola roxa, alface, malagueta vermelha e molho picante) que está na primeira foto deste post. Estava fantástica, mas para a próxima vou pedir o esparguete Gamberini pois provei o da Alexandra e pareceu-me ainda melhor (sim, tenho de admitir que cometi também o pecado da inveja ).

 

Provei ainda a Luxuria, uma pizza com uma seleção especial de queijos, saucisson, trufa preta, cogumelos, parmesão e ainda azeite de trufa. Muito boa mesmo. A massa fina, que enche, mas não enfarda, dá superioridade aos ingredientes de luxo utilizados no prato.

 

Quanto às sobremesas destaco o crumble de maçã com gelado de baunilha e o petit gateau de chocolate.

Apesar de não ter provado os hambúrgueres, reparei que têm muito bom aspeto e que são dos pratos mais pedidos do restaurante. Há até quem entre no desafio de pedir um hambúrguer de 500 gramas que é levado à mesa com fogo de artifício. Se o cliente conseguir comer tudo em 60 minutos, não paga os 50 euros que custa o prato.

 

O preço médio é de 30€ por pessoa. Ao almoço há um menu especial por 18€ que inclui couvert, prato principal, bebida, uma bola de gelado e café.

 

Guilty by Olivier Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

 

Segue-me nas redes sociais:

Facebook | Instagram

 

Quem é a 'Perdida'?

Perdida nas redes

Perdida no Facebook

Perdida na Zomato

Vê a minha história gastronómica na Zomato!

Perdida pelo Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.